"Almirante" Wadud (Portos)

De RuneScape Wiki
Ir para: navegação, pesquisa
"Almirante" Wadud (Portos)Membros
Almirante Wadud.png
Um almirante que subiu à posição por conta própria. Seu maior negócio são informações.
Inglês 'Admiral' Wadud (Ports)
Lançamento 5 de junho de 2017 (Atualização)
Raça Humano
Gênero Masculino
Vende Não
De Missão O Valete de Espadas
Localização Distrito dos Portos, em Menaphos
Almirante Wadud mapa.png
"Almirante" Wadud (Portos) cabeça.png

"Almirante" Wadud (Portos) é o representante da facção do Distrito dos Portos, de Menaphos, um homem que se auto-denomina almirante.

Ele foi uma das pessoas roubadas por Ozan, durante O Valete de Espadas ícone.png O Valete de Espadas. Mais tarde, o ladrão revelou que Wadud é um dos oficiais mais corruptos da cidade, fazendo vista grossa para a maioria dos crimes a troco de suborno, e antes de entrar na cidade, era um pirata saqueador membro dos Caveiras.

História[editar | editar código-fonte]

Segundo Wadud, ele era um jovem sem um centavo no bolso, mas amado por sua tripulação, até que por alguma razão eles o abandonaram.

Sozinho, ele se uniu aos Caveiras, um bando mais adequado para aqueles que se dedicam à trama e atividades suspeitas. Estes o acolheram e o ensinaram que nada no mundo é de graça, e é preciso se virar. Com sua perspicácia, Wadud foi tirando proveito de cada negociação e saque, chegando até a liderança dos Caveiras.

Até que um dia, ele descobriu que seus subordinados estavam planejando um motim, e tendo ciência da destituição iminente, ele pulou no mar junto de seu grupo seleto de piratas leais e conseguiram escapar. Futuramente, ele e o restante de seu grupo encontraram sua antiga tripulação, pobre e com fome. Wadud conta que embora a batalha tenha sido fácil, ele os matou com um prazer enorme.

Seu grupo se tornou poderoso e temido pelos mares. Após serem expulsos de todas as cidades que ancoravam, e estarem quase sem suprimentos, ele e sua equipe encontraram Menaphos, um lugar que carecia de pessoas engenhosas e com conhecimento político. Wadud então tratou de fornecê-los segurança a troco de informação e segredos, o que ele chama de "confidencialidades". Assim, ele e seu grupo se tornaram ricos e poderosos na cidade.

Galeria[editar | editar código-fonte]