Comandante Zilyana

De RuneScape Wiki
Ir para: navegação, pesquisa
Comandante ZilyanaMembros
Comandante Zilyana.png
Comandante das forças de Saradomin
Inglês Commander Zilyana
Lançam. 28 de agosto de 2007
Combate
Nível Vida EXP Combate EXP Condição física
596 60000 4796 1582.7
EXP Equip. (2M/MP & Armad./MS)
287 / 191 / 96
Agressivo Venenoso
Sim.svg Não.svg
Ofensivo
Ataque máximo
Ataque Combate à distância Magia Ataque Especial
1800 0 2200 0
Estilo Velocidade
Ataque ícone.png Magia ícone.png
2 ticks (1,2s)
Níveis de Combate
Ataque Combate à distância Magia
75 0 75
Precisão
Ataque Combate à distância Magia
2178 0 2178
Defensivo
Armadura Nível de Defesa Fraqueza
1299 75 Fraqueza nenhuma ícone.png
Afinidades
Fraqueza nenhuma ícone.png Valor de afinidade do monstro contra ataques corpo-a-corpo Valor de afinidade do monstro contra ataques à distância Valor de afinidade do monstro contra ataques mágicos
Nenhuma 40 40 40
Imunidades
Imunidade ao veneno Imunidade a dano de recuo Imunidade a atordoamento Imunidade a drenar estatísticas
Sim.svg Sim.svg Sim.svg Não.svg


Comandante Zilyana cabeça.png

A Comandante Zilyana é a líder do exército de Saradomin na Masmorra das Guerras dos Deuses, pertencente a espécie Icyene. Os Icyene são seres semelhante à anjos, já extintos a muito tempo. Para chegar até Zilyana, os jogadores devem ter nível 70 em Agilidade Agilidade para acessarem o Acampamento de Saradomin e também exterminar 40 Saradoministas, ou então possuir o Totem da Intimidação ativo em Anacrônia.

A obtenção de todos seus objetos largados exclusivos desbloqueará o título [Nome], Finésse dos Icyene.

História[editar | editar código-fonte]

Primórdios[editar | editar código-fonte]

Durante a Segunda Era, a população de Icyenes em Guilenor habitavam o Vale Sagrado, uma cidade próspera ao sudoeste da atual Moritânia,liderada pela Rainha Efaritay e o Rei Ascertes, ambos Icyene. Dito isso, a população inteira foi exterminada com a chegada de Lorde Drakan e seu exército durante a Campanha da conquista da Môritania. A espécie inteira foi exterminada, salvo por Zilyana (que estava congelada) e Safalaan (meio-Icyene)

A Guerra dos Deuses[editar | editar código-fonte]

Batalha de Annakarl[editar | editar código-fonte]

Antes de chegar ao Templo dos Anciões Perdidos, Zilyana participou da batalha de Annakarl, sob o controle de Saradomin. Ela enfrentou o general Zamorakiano K'ril Tsutsaroth, mas durante o combate foi dominada pelo demônio e mortalmente ferida. Saradomin chegou a tempo, teletransportou-a até o lugar onde encontrava-se Pedra de Jas, para então utilizar seus poderes para curar suas feridas fatais.

A Espada Divina[editar | editar código-fonte]

Eventualmente, Zilyana foi despachada para o Templo dos Anciões Perdidos para ajudar um bando de aviansies que foram interceptados pelas forças Zamorakianas. Dado um grupo de sacerdotes e cavaleiros, ela também recrutou camponeses para fortalecer seu exército. Em suas anotações, ela afirma que era tolice o aviansies terem recuado para as cavernas. Além disso, Zilyana afirma ter ficado ainda mais irritada depois que o General Graardor fora enviado para dar assistência. Os três grupos; Zilyana em nome de Saradomin, Kree'arra em nome de Armadyl e General Graardor em nome de Bandos já estavam em termos desconfortáveis, quando então o líder Bandosiano decidiu tentar conquistar a Espada Divina apenas para seu deus Bandos, deixando Zilyana e Kree'arra sozinhos contra K'ril Tsutsaroth.

Durante um dos diversos conflitos durante a Guerra dos Deuses, seu guarda-costas Growler ficou gravemente ferido e ela ordenou um retiro, rezando pelo auxílio de Saradomin. No dia seguinte, porém, ela encontrou três amuletos com os símbolos de Armadyl, Bandos e Zamorak. Zilyana imediatamente os destruiu e começou a procurar pelo suposto herege que havia os colocado em seu acampamento, mas no dia seguinte, os mesmos três amuletos reapareceram no altar de sua sala. Foi então que ela percebeu que na realidade era Saradomin quem estava os enviando, porém ela ficou confusa com o propósito deles. Por fim, Zilyana fez com que seus guarda-costas usassem os amuletos; Bree pegou o pingente com o ícone de Armadyl. Bree então saiu para verificar o progresso da batalha, e pouco depois Zilyana ouviu sons de batalha. A comandante pensou em Bree retornar, e quando ele enfim retornou, disse a ela que havia sido como se estivesse escudo-a chamando por ele. Zilyana logo percebeu o propósito dos amuletos, elogiando a sabedoria de Saradomin.

A situação se deteriorou ainda. O confronto havia se tornado uma batalha livre para ver qual dos lados conquistaria a Espada Divina para si. Zilyana finalmente soube do plano de Kree'arra de atacar seu acampamento e, utilizando o poder de um dos amuletos que havia caído nas mãos de Kree'arra, convenceu-o a fazê-lo. Na emboscada que se seguiu, diversos aviansie perderam a vida e ela reivindicou uma poderosa balestra de suas forças.

O conflito perdurou até o mago Aeternam lançar uma poderosa magia congelante no local do conflito, prendendo todos os combatentes naquele local, assim como Zilyana, por mais de um milênio. Pouco depois deste acontecimento, o deus Guthix estabeleceu os Éditos de Guthix, impedindo o envolvimento direto das demais divindades nos acontecimentos de Guilenor. A partida dos deuses de Guilenor e o subsequente fim do conflito fez com que a masmorra ficasse esquecida por mais de 2,000 anos.

Em tempos recentes, durante a Quinta Era, investigações feitas tanto pelo explorador anão Nestor Peregrine como pelos Cavaleiros Templários de Asgárnia quase resultaram no redescobrimento da caverna (e também de Zilyana). No ano de 169, movimentos tectônios na Terra Selvagem logo ao lado fez com que grande parte da caverna fosse descongelada, eventualmente levando ao libertamento de grande parte da população até então presa lá. Desinformados sobre o fim da Guerra dos Deuses, Zilyana e o restante dos exércitos dos demais deuses recomeçaram os confrontos em nome da Espada Divina, ignorantes sobre o fato de que dezenas de séculos se passaram desde o fim do confronto original.

O Despertar do Mundo[editar | editar código-fonte]

Durante a missão O Despertar do Mundo ícone.png O Despertar do Mundo, Zilyana, junto de K'ril Tsutsaroth e Kree'arra, descobre que um aventureiro havia encontrado o lugar onde Guthix dormia e reuniu forças para invadir o locao, com o objetivo de terminar seus éditos, para enfim permitir que os deuses retornassem. Zilyana tomou seu tempo, enquanto os Zamorakianos e Bandosianos tentam passar a força através das defesas Guthixianas. Quando eles são repelidos, Zilyana enfim avançou com seus soldados para a batalha, tentando romper a barricada que Juna havia erguido para que eles não alcançassem Guthix. Na batalha seguinte, Zilyana vê o Guardião de Guthix Cres e o mata, acreditando que ele era, na verdade, Guthix em disfarce. Ela mostra seu desdém pelos Zarosianos quando aparecem após o ataque fracassado.

Quando o Mahjarrat Sliske mata Guthix, Saradomin é o primeiro a chegar ao local. Mais tarde, Zilyana acompanha Saradomin quando ele deixa o local. Se o jogador decidir simplesmente matar Guthix, Juna mencionará que Zilyana deixara um presente para ele.

Desaparecido, Morte Presumida[editar | editar código-fonte]

Zilyana faz outra aparição durante a missão Desaparecido, Morte Presumida ícone.png Desaparecido, Morte Presumida. Ela aguarda na Cidadela Empyreal, que foi tomada pelo Mahjarrat Sliske para sua grande ascenção a divindade. Zilyana está lá presente para acompanhar Saradomin como sua campeã de escolha. Como ela não recebera um convite para o evento, Zilyana fica no lado de fora com os demais generais. Zilyana é vista discutindo com a elfa Ifleen sobre o assassinato de monges Saradoministas por um arqueiro elfo, e durante esta discussão, o Guardião do Mundo pode tanto defender Zilyana quanto Ifleen. Alternativamente, o jogador pode optar por contar à ela a verdade sobre os acontecimentos, porém sua obediência absoluta à Saradomin impede esta ação, já que Zilyana declara que "Não é uma verdade até que Saradomin declare ser uma!".

Após a missão, Zilyana deixa a cidadela quando Sliske deixa o dragonkin Strisath livre.

O Jogo Final de Sliske[editar | editar código-fonte]

Zilyana desempenha um pequeno papel em O Jogo Final de Sliske ícone.png O Jogo Final de Sliske, onde ela acompanha seu deus ao longo do labirinto. Após a missão, ela pode ser encontrada no topo do Castelo dos Cavaleiros Brancos, embora não seja possível interagir com ela de forma alguma.

Anteriormente à missão, era possível vê-la no topo do Castelo dos Cavaleiros Brancos, olhando para o eclipse. Não era possível interagir com ela de forma alguma.

Situações Extremas[editar | editar código-fonte]

Zilyana tem um pequeno papel em Situações Extremas ícone.png Situações Extremas, onde ela comparece ao debate sobre o que virá a acontecer após os eventos de O Jogo Final de Sliske.

Combate[editar | editar código-fonte]

Comandante Zilyana e seus três seguidores na sala do chefe.

A Comandante Zilyana ataca com golpes Corpo a corpo cujo dano é inferior ao dos demais chefes da Masmorra da Guerra dos Deuses, porém estes são muito precisos e rápidos, em comparação. Além disso, esporadicamente Zilyana utiliza um ataque mágico multi-alvo, onde sua espada brilha com uma aura azul e ela a levanta no ar. Zilyana é acompanhada em combate por Growler (Magia), Bree (Combate à distância) e Starlight (Corpo a corpo).

Caso magias de sangue sejam usadas contra ela, a mensagem "A Comandante Zilyana fica enfurecida por seus feitiços e tenta canalizá-los para aumentar a sua própria força!" irá aparecer para o jogador. O poder de Zilyana irá aumentar, fazendo com que seus ataques fiquem mais fortes. Esse efeito aumenta a cada utilização de feitiços de sangue (porém há um limite), então o uso de tais magias não é recomendado pois pode se provar fatal. Uma alternativa recomendada é o uso de magias de fumaça, já que estas não darão efeitos positivos à Zilyana, enquanto ao mesmo tempo farão com que ela cause menos dano ao seu alvo.

Zilyana não está associada à nenhuma tarefa de Extermínio Extermínio, visto que não há ninguém mais de sua espécie para ser exterminado.

Objetos largados[editar | editar código-fonte]

100%[editar | editar código-fonte]

Objeto Quant. Raridade Preço do MG
Ossos Ossos 1 1 Sempre 246

Talismãs[editar | editar código-fonte]

Sem talismãs Talismã dourado.png Talismã verde.png Talismã carmesim.png Talismã azul.png
29–32% 16–18% 18–21% 22–25% 9–11%
Porcentagens baseadas em 2500 mortes da Comandante Zilyana.
São largados 1 de cada vez.

Objetos únicos[editar | editar código-fonte]

Objeto Quant. Raridade Preço do MG
Chiado de Saradomin Chiado de Saradomin 1 4 Raro 65 176

Sussurro de Saradomin

Sussurro de Saradomin 1 4 Raro 59 353
Murmúrio de Saradomin Murmúrio de Saradomin 1 4 Raro 330 860
Cabo de espada de Saradomin Cabo de espada de Saradomin 1 4 Raro 6 108 429
Espada de Saradomin Espada de Saradomin 1 4 Raro 116 231
Balestra de Armadyl Balestra de Armadyl 1 4 Raro 3 227 596
Cacho castanho.png Cacho castanho 1 5 Muito raro N/D
1x1-pixel.png Pedra espiritual de Saradomin 1 3 Incomum N/D

Armas & Armaduras[editar | editar código-fonte]

Objeto Quant. Raridade Preço do MG
Lascas de espada divina 1 Lascas de espada divina 1 1 4 Raro 148 654
Lascas de espada divina 2 Lascas de espada divina 2 1 4 Raro 147 815
Lascas de espada divina 3 Lascas de espada divina 3 1 4 Raro 148 784
1x1-pixel.png Elmo de guerreiro de Saradomin 1 6 Aleatório N/D
1x1-pixel.png Capa de guerreiro de Saradomin 1 6 Aleatório N/D
1x1-pixel.png Couraça de guerreiro de Saradomin 1 6 Aleatório N/D
1x1-pixel.png Grevas de guerreiro de Saradomin 1 6 Aleatório N/D
1x1-pixel.png Manoplas de guerreiro de Saradomin 1 6 Aleatório N/D
1x1-pixel.png Botas de guerreiro de Saradomin 1 6 Aleatório N/D

Outros[editar | editar código-fonte]

Objeto Quant. Raridade Preço do MG
Moedas 10000.png Moeda 19 501–21 000 3 Incomum N/D
Semente de dragoerva Semente de dragoerva 1 2 Comum 227
Ranarr sujo Ranarr sujo 5 (notas) 2 Comum 8 240
Diamante Diamante 6 (notas) 3 Incomum 5 304
Poção do devoto (4) Poção do devoto (4) 3 3 Incomum 7 386
Preparado de Saradomin (3) Preparado de Saradomin (3) 3 3 Incomum 11 529
1x1-pixel.png Supermagia (3) 3 3 Incomum Criar página
Superdefesa (3) Superdefesa (3) 3 3 Incomum 9 468
1x1-pixel.png Super restauradora (4) 3 3 Incomum Criar página
1x1-pixel.png Runita em placa grande reaproveitável 1 2 Comum Criar página
1x1-pixel.png Adamantio em placa enorme reaproveitável 1 2 Comum Criar página
Antiga efígie faminta.png Antiga efígie faminta 1 4 Raro N/D
1x1-pixel.png Pergaminho lacrado (difícil) 1 4 Raro N/D
1x1-pixel.png Pergaminho lacrado (elite) 1 4 Raro N/D
Safira espiritual.png Safira espiritual 1 5 Muito raro N/D
Esmeralda espiritual.png Esmeralda espiritual 1 5 Muito raro N/D

Conquistas[editar | editar código-fonte]

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

  • Zilyana está convencida de que seu mestre, Saradomin, criou todos os seres em Guilenor.
  • Na Campanha de Ataques de Saradomin em Exércitos de Guilenor, é revelado que em algum momento durante as Guerras dos Deuses, Zilyana foi capturada por Zamorak, mas posteriormente conseguiu escapar.
  • Zilyana tem seus próprios ataques especiais personalizados, feitos por Mod Chris L, pois ela era a única chefe original da Guerra dos Deuses que não lutaria contra o jogador durante os eventos de O Despertar do Mundo.
  • Zilyana é um dos dois Icyenes mostrados em jogo que possui dois conjuntos de asas; uma nas costas, próximo das omoplatas, e outra nas costas, perto da lombar. O outro Icyene é Efaritay.

Leia também[editar | editar código-fonte]