Filha do Caos

De RuneScape Wiki
Ir para navegação Ir para pesquisar
Livro de recompensa detalhe.png
Este artigo possui um guia rápido encontrado aqui.
Lá você encontra um sumário rápido dos passos necessários para conclusão.
Filha do Caos Filha do Caos ícone de entidade.png (#235)
Terra Selvagem Renascida e Filha do Caos (2) imagem da notícia.png
Inglês Daughter of Chaos
Membros P2P ícone.png Sim
Lançamento 1 de agosto de 2022 (notícia)
Dificuldade Principiante Principiante
Duração Média
Dublada Sim
Série Legado de Zamorak
Era [?] Sexta Era


Filha do Caos é uma missão lançada em 1 de agosto de 2022. Segue os eventos de Crepúsculo dos Deuses ícone de entidade.png Crepúsculo dos Deuses e Consequência (minimissão) ícone.png Consequência e consiste em rastrear e localizar Moya, a meia-mahjarrat filha de Lucien após o banimento de Zamorak quando os Éditos de Guthix foram restaurados pelo Guardião do Mundo.

Descrição Oficial[editar | editar código-fonte]

Se você sentiu que ficou um pouco para trás na história que se espalhou por alguns anos da Guerra das Deusas Anciãs, esta é missão perfeita para voltar a ativa, principalmente pelo requisito de nível bem acessível.

Tendo como cenário a recém-atualizada Terra Selvagem no meio da explosão da guerra civil zamorakiana, Filha do Caos também rende recompensas fantásticas que serão muito úteis na Terra Selvagem (mais sobre isso abaixo).

Mas primeiro, você deve rastrear Moya, filha de Lucien, e se aventurar por uma experiência de jogo única no RuneScape: ao ver as memórias dela, você irá lutar na guerra civil como Moya!

Detalhes[editar | editar código-fonte]

Passo a Passo[editar | editar código-fonte]

Adrasteia cabeça.png

Para dar início à missão, fale com Adrasteia, localizada na sala do trono no segundo andar do Castelo dos Cavaleiros Brancos, em Faladore.

Desde que Zamorak e os Deuses foram expulsos de Guilenor, os seguidores zamorakianos entraram em conflito matando uns aos outros e, no momento, uma mahjarrat anda eliminando as tropas ao norte de Varrock: Moya. Tanto K'ril Tsustaroth quanto Bilrach se declararam soberanos de direito das forças de Zamorak, o primeiro de um lado com suas forças demoníacas e o outro com sua patente de Kalaboss e os Mahjarrat. Com a iminente ameaça à estabilidade e união dos reinos, Adrasteia pede ao jogador que vá até a Terra Selvagem para investigar as ocorrências, e sinaliza que solicitou à sua agente de confiança que acompanhe-o nessa missão. Ela pode ser localizada na sala de interrogatório no andar debaixo, na parte oeste do castelo. Ines Tredini juntou-se à Adrasteia recentemente, mas tem fornecido informações vitais sobre a guerra civil zamorakiana e o faz de um jeito... peculiar.

Uma jogadora interagindo com a investigadora de Adrasteia.

Fale com Ines Tredini, na sala de interrogatório do primeiro andar do Castelo. Ela lhe dirá que, na sua opinião, a verdadeira ameaça está em Bilrach e os outros Mahjarrat, e não em Moya. Discordando de Adrasteia, acredita que ela está deixando seu passado com a tenente de Zamorak encobrir seus pensamentos, fazendo com que Moya seja o foco. Escolha qualquer uma das opções, quer seja concordar com Adrasteia ou Ines. De toda forma, a investigadora aponta que somos meros serviçais da Basilissa, e que devemos seguir o que a mesma solicitou. Devemos ficar de olho na Mahjarrat, vista pela última vez a nordeste de Fronteiriça, na Terra Selvagem.

Investigando a Terra Selvagem[editar | editar código-fonte]

Ines Tredini cabeça.png

Encontre Ines Tredini ao norte da ponte de Fronteiriça, na Terra Selvagem. Ela diz que o local lhe traz diversas memórias, e que Moya foi vista pela última vez naquele mesmo ponto, massacrando as patrulhas da fronteira de Varrock. Ines entrevistou o último sobrevivente antes do seu falecimento acerca das ocorrências, e acredita que Moya esteja tentando deixar algo claro com suas ações e brutalidade. O sobrevivente contou que Moya e suas forças se aproximaram vindas do nordeste, na direção do vulcão. Ines pede ao jogador se está pronto para seguir. Escolha a opção Sim para dar continuidade.

Ao aceitar seguir caminho com Ines, o jogador aparecerá em um local com estandartes de Bilrach, junto à investigadora. Ponderam sobre como houve uma batalha recentemente naquele espaço, e que parece ter sido abandonado há poucos dias. Ines sinaliza que provavelmente não há corpos no local porque Zemouregal estava posicionado ali, o qual adora um pouco de necromancia. Ela interrompe a conversa quando avista uma Memória esvanecida, percebendo que pertence à Moya.

Fale novamente com ela para descobrir que o fragmento de memória encontrado no local transmite raiva, amargura e muitos "problemas com o papai", mas é muito fraco para que se possa conseguir algo útil dele. Porém, Ines conhece um feitiço que pode fortalecer o fragmento. Ela pede ao jogador que procure na área por coisas que possam contribuir para ressoar a memória, fortalecendo-a.

A alguns passos à noroeste do fragmento há um "ponto de interesse", uma orbe flutuante alaranjada. Clique e descobrirá 1/3 ressoadores de memória. Logo à esquerda, um pouco abaixo deste primeiro, há outro. Clique nele 2/3. Ao sul de Ines e do acampamento encontra-se o último ponto de interesse. Interaja com o mesmo, e os três terão sido encontrados 3/3.

Após interagir com os três pontos de interesse, fale novamente com Ines. Ela dirá que é desconfortável ver Forinthry, nome antigo da Terra Selvagem, tomada por zamorakianos. Agora, Ines é capaz de lançar um feitiço que irá atrair outras memórias no local, e pede ao jogador que as colete. Seis fragmentos de memória aparecerão ao redor de Ines, um por um, e o jogador deve coletá-las para que enfim a memória de Moya seja restaurada.

Com a memória restaurada, o jogador deve utilizar seu conhecimento em Divinação para interagir com a mesma, a qual Ines sinaliza que não tocaria na psique de Moya nem com uma vara bem longa. Interaja com a memória.

Memória restaurada de Moya[editar | editar código-fonte]

Moya (Extinção) cabeça.png
As Terras Selvagens

Ao interagir, o jogador se verá sendo Moya, em algum momento do passado naquele mesmo local da Terra Selvagem, ao qual podem ser vistos Enakhra, General Khazard, Hazeel, Zemouregal e, mais a oeste, Bilrach.

Comece falando com Bilrach, onde o segundo ponto de interesse fora localizado momentos antes. Ele pergunta à Moya como foi a missão, e ela conta que as forças demoníacas acumuladas próximo à fortaleza dos Cavaleiros Negros foram afugentadas. Os suprimentos foram destruídos. Bilrach, contente, diz que assim o Templo do Caos poderá ser mantido, e Moya conta que forças varroquianas também apareceram, sendo rapidamente abatidas. Bilrach demonstra certa preocupação com a ira da Basilissa, visando evitá-la, já que as perdas no Cemitério das Sombras foram gigantes. Moya diz que não se preocupa com Adrasteia, e que tão pouco Bilrach o deveria.

Demônios aparecem atacando o local, e o jogador, sendo Moya, deve derrotá-los. Para passar desta parte da missão, 9 inimigos devem ser massacrados. Há três habilidades interativas sendo (1) Salto, onde Moya dá uma certa quantidade de dano ao saltar para perto de um inimigo; (2) Dreno, habilidade canalizada que retira pontos vitais enquanto restaura os seus e (3) Explosão, dano massivo em área. Mantenha isso em mente. Tenha cuidado para não iniciar uma batalha com vários ao mesmo tempo, porque o dano é grande. Ao matar um, uma orbe restauradora de pontos vitais aparecerá, e levando em consideração as habilidades mencionadas logo acima, abata 9 inimigos. Caso o jogador não sobreviva a esse confronto, aparecerá na frente de Ines logo ao norte da ponte de fronteiriça, e quando solicitar para prosseguir com a missão, Ines perguntará ao jogador se o mesmo gostaria de manter a dificuldade de combate ou diminui-la.

O Acampamento na Terra Selvagem.

Dica: inicie uma batalha por vez. Os demônios superiores atacam com Salto, além de outros tapas; as bruxas do caos evocam uma fenda que dá dano em área e os cultistas zamorakianos evocam diabinhos, que desaparecem quando o jogador os derrota. Sempre pegue a orbe restauradora ao finalizar uma luta.

Ao finalizar as lutas, fale novamente com Bilrach, que resmunga sobre como K'ril é um traidor e que não deveria tê-lo evocado. Ele solicita à Moya que encontre e elimine quem está coordenando esses ataques demoníacos.

A memória termina e o jogador aparece novamente na frente de Ines, que pergunta como está. O jogador rapidamente explica tudo o que ocorreu na memória de Moya e, juntos, percebem que o que aconteceu na fronteira não foi obra direta de Bilrach. Ines diz que deveriam sair da área porque não é segura, e que devem seguir para o norte.

Norte da Terra Selvagem[editar | editar código-fonte]

A investigadora leva o jogador para outra área da Terra Selvagem, e conversam. O jogador pergunta à Ines há quanto tempo anda trabalhando com Adrasteia, e diz-lhe que faz poucos meses. Subiu de hierarquia rapidamente por conta dos seus "relatórios criativos", e que conseguiu capturar muito bem o cabelo e olhar vago de Moya. Há quatro opções que o jogador pode responder, escolha qualquer uma das três primeiras para dialogar um pouco ou opte pela quarta para continuar a missão.

Há outra memória esvanecida no local, mais recente mas igualmente fraca. Assim como no passo anterior, o jogador deve interagir com os pontos de interesse para que ressoem na memória esvanecida a fim de deixá-la mais forte. O primeiro aparece logo ao lado de Ines. Para encontrar o segundo, caminhe um pouco para o sul, perto de uma árvore morta, e interaja com o mesmo. O último encontra-se ao sul de Ines e a oeste do segundo ponto de interesse, ao lado do corpo sem vida de um cultista zamorakiano. Após encontrar os três, fale novamente com Ines. Ela lançará um feitiço para fortalecer a memória e ao seu redor aparecerão fragmentos de memória que o jogador deve coletar. Interaja com seis deles e fale novamente com Ines, que sinalizará ao jogador para que use seu conhecimento em divinação uma vez mais e investigue a memória então restaurada.

Segunda memória de Moya[editar | editar código-fonte]

Bilrach cabeça.png
Avaryss, a Perpétua

Ao interagir com a memória restaurada, uma caixa de diálogo de Bilrach logo aparecerá, reclamando sobre como andam foram atacados tanto ao norte quanto ao oeste por forças demoníacas de K'ril, e que está removendo suas forças para que retornem à Kalaboss. Moya, indignada, contesta essa retirada e Bilrach se enfurece com ela. Diz-lhe que é a melhor tática, considerando a atual situação. O jogador, sendo Moya, deve derrotar os seis inimigos no local. Novamente, tenha cuidado e faça uso das habilidades interativas sinalizadas no passo anterior.

Após derrotá-los, Moya pensa consigo mesma sobre como deveria investigar um pouco o local. Vá até o corpo do cultista, que ainda está vivo, e fale com ele. O cultista pede clemência, e Moya interroga-o. Questiona acerca de quem está por trás dos ataques tão sabiamente orquestrados, e o cultista conta que é uma das maiores generais de K'ril: Avaryss, a Perpétua. Moya pergunta onde ela está, e o cultista sinaliza que ela pode ser encontrada na Fonte Infernal. Moya mata-o. Adrasteia aparece, triste, dizendo a Moya que sua crueldade será sua ruína. A meia-mahjarrat, chocada, percebe que é uma ilusão, e Trindine dá as caras, rindo da expressão de Moya. Trindine, irônica e sagaz, ridiculariza a meia-mahjarrat por seguir um "tolo senil" enquanto briga com demônios. Após soltarem algumas farpas, Trindine conta-lhe que está aí para oferecer ajuda. Diz que encontrou um jeito de transformar as almas demoníacas em armas, e Moya pondera sobre a oferta, dizendo que seria extremamente vantajoso capturar a alma de Avaryss. As duas entram em um acordo, e Moya recebe o item ofertado: um Diabolus. Quando Trindine desaparece, a meia-mahjarrat entra em contato com Bilrach relatando as descobertas sobre a General que orquestra os ataques, mas não compartilha o acordo que fizera com Trindine.

O jogador aparecerá novamente na frente de Ines e relatará o ocorrido. Então, a investigadora o levará para outro ponto da Terra Selvagem: o vulcão.

Terceira memória de Moya[editar | editar código-fonte]

Junto a Ines na boca do vulcão, o jogador percebe outra memória e a investigadora corre até ela. Siga-a. Converse novamente com Ines, que fala do portal quebrado logo ao lado da memória, o qual acredita ser o ponto de conexão entre a Terra Selvagem e a Fonte Infernal. Porém, o mesmo está selado. O jogador percebe que a memória parece estar bem fresca e que, provavelmente, Moya acabara de passar por aí. Ines pede ao jogador que interaja com a memória a fim de que possa descobrir mais informações do que ocorrera.

A luta de Moya contra Avaryss, na Fonte Infernal.

Ao interagir com a memória ainda fresca, o jogador vivencia o encontro de Moya com Avaryss. Na pele da meia-mahjarrat, fale com a Perpétua que demonstra surpresa com o encontro das duas, prontamente evocando quatro demônios que são rapidamente sugados pelo objeto que Trindine oferecera à Moya. Ainda mais perplexa, Avaryss diz que essa "bugiganga" não será suficiente para que Moya possa derrotá-la. Da mesma forma que nas memórias anteriores, o jogador deve fazer uso das habilidades de Moya a fim de vencer a luta para prosseguir com a missão. Avaryss evoca dois demônios, que devem ser derrotados para que o jogador, sendo Moya, possa restaurar um pouco de vida considerando que o dano da luta será grande. Avaryss evoca três fendas do caos que dão dano em área, mas podem ser ignoradas se o jogador correr para longe da área de alcance. Foque em Avaryss que, quando derrotada, sinalizará à meia-mahjarrat que ela é fraca, e que Moya nunca será como os outros Mahjarrat aos quais serve. Ela suga a alma de Avaryss com o diabolus que recebera no acordo com a zarosiana.

Ines aparece e conta ao jogador que, enquanto assistia à memória, ela conseguiu restaurar o portal, e sinaliza que terão companhia. Moya está no centro da arena da Fenda Infernal, interaja com ela.

Moya fica surpresa ao ver o jogador, e diz à Ines para que largue o disfarce, pois não está nem enganando nem divertindo ninguém. Fica claro, então, que a investigadora é, na verdade, Trindine. Após breve diálogo, mais uma vez cheio de farpas entre as duas, o jogador deve escolher uma das três opções para seguir a missão. Opte por qualquer uma, o diálogo se seguirá e, mais uma vez, o jogador deve fazer uma escolha dentre outras três opções.

O jogador diz à Moya que não precisam batalhar, e que um mundo melhor pode se erguer. Moya contesta, questionado o jogador do porquê ele acredita que este "mundo melhor" é algo que ela deseja. Diz que o conflito é o significado da vida, e que o jogador deve poupar suas palavras tolas à Basilissa, porque não irá deixar Trindine e os outros Mahjarrat a desrespeitarem já que esse é o SEU momento. Lamenta que seu pai, Lucien, a tratou como um mero experimento e conta que fora ridicularizada pelos outros Mahjarrat por ter tido a "audácia" de nascer de uma mãe humana. Diz-lhe, então: "Chegou a hora do mundo brigar comigo". Ela desaparece através de uma fenda, e o jogador está novamente na entrada da Terra Selvagem, com Trindine.

Trindine acredita que Moya possa ser um problema maior do que havia imaginado, mas que as coisas ocorreram exatamente como o planejado. Diz ao jogador para que encontre Adrasteia no Castelo dos Cavaleiros Brancos, no centro de Faladore.

De volta ao Castelo[editar | editar código-fonte]

Fale com Adrasteia, no mesmo local onde a missão começou, que estará feliz em ver o jogador já que não recebera nenhuma correspondência de Ines desde que partiram. Depois de dialogarem sobre as impressões de Adrasteia acerca do ocorrido, a Basilissa lamenta sobre as escolhas brutais de Moya e diz que devem ficar em alerta.

Parabéns, missão completa!

Recompensas[editar | editar código-fonte]

Filha do Caos recompensas.png
1 Missão.png ponto de missão
  • Melhorias para a Caixa infernal – 10% de redução de dano, 5% de dano causado em monstros na Terra Selvagem (PvM). Também aumenta a resistência ao dano ambiente em Infernus em 45%.
  • Lâmpadas com 30.000 EXP Divinação e Arqueologia.
  • Visuais estéticos de adaga e maça de cultista.


Ficha de chave.png 2 chaves das Arcas do Tesouro [?]

Conquistas[editar | editar código-fonte]

Histórico de Atualizações[editar | editar código-fonte]

O projeto do histórico de atualizações é um trabalho em andamento. Para mais informações clique aqui.
atualização 1 de agosto de 2022 (Atualização):
  • Adicionado ao jogo.