Loarnab

De RuneScape Wiki
Ir para: navegação, pesquisa

Loarnab, conhecido como o Imperador das Trevas no universo alternativo da Dimensão do Desastre, era um deus hidra de intelecto limitado, mas de um tremendo poder, que ocupava e dominava a terra que se tornaria Senntisten no início da Segunda Era. Foi morto por Zaros logo após sua chegada a Guilenor, transformando-se em uma fonte de energia para permitir que milhares de demônios viajassem de Infernus a Guilenor.

História[editar | editar código-fonte]

Não se sabe como Loarnab ascendeu à divindade, embora se saiba que era uma hidra antes da sua ascensão. Em algum momento da Segunda Era, começou a aterrorizar a área que mais tarde se tornaria Senntisten, forçando os habitantes locais a prestarem-lhe tributo sob a forma de sacrifícios humanos ou arriscarem-se a serem devorados. Estes locais também deram-lhe o nome de Loarnab.

Eventualmente, Zaros chegou a Guilenor com 100 demônios avérnicos liderados por Duke Nemesis, e, buscando reivindicar a área onde residiu Loarnab, o atraíram oferecendo sacrifícios que haviam capturado nas aldeias próximas. Depois que Loarnab apareceu, a legião de demônios o atacou e cortou suas duas cabeças, quando quatro mais surgiram em seu lugar. A batalha entre as duas forças continuou, com Loarnab dizimando as forças demoníacas e aumentando duas cabeças para cada uma que perdia, até que uma hora depois a maioria dos demônios estava morta e o deus possuía doze cabeças. Agora enfraquecido consideravelmente, Zaros ordenou que os demônios recuassem e, depois, atraíram a atenção de Loarnab, fazendo com que ele fitasse Zaros. Este, então, saiu do seu caminho no último segundo, e tentáculos surgiram de onde ele estava parado, que passaram a aprisionar Loarnab e feri-lo imensamente, fazendo com que cada uma de suas cabeças gritasse em agonia.

Depois que Loarnab foi completamente aprisionado, Zaros passou a usar sua magia para transformá-lo em uma fonte de energia viva, entrelaçando suas cabeças juntas e cercando-as com cristais cobertos de gelo, que o sedavam, embora continuasse atormentado. Ele então usou a alta energia divina de Loarnab para criar um portal grande o suficiente para trazer o resto de suas legiões demoníacas de Infernus para usar como força militar para seu império. Cada uma das cabeças de Loarnab lentamente se transformou em pedra, enquanto Loarnab lutava para se manter vivo. Depois da décima segunda Legião Demônica chegar de Infernus, Loarnab finalmente morreu, com a cabeça final virando pedra e o resto do corpo logo após.

Os tentáculos e os cristais dissiparam-se do corpo de Loarnab, deixando seu cadáver atrás como um "monumento retorcido como um sinal para qualquer um que se opor a Lorde Zaros". A localização dos restos de Loarnab é desconhecida, embora presumivelmente tenham permanecido em Senntisten durante a Segunda Era.

Dimensão do Desastre[editar | editar código-fonte]

No mundo visitado durante a missão Dimensão do Desastre, Loarnab tornou-se conhecido como o Imperador das Trevas e, em alguns aspectos, cumpriu o papel que Zaros tinha no universo principal. Zaros nunca soube ou chegou a Guilenor, permitindo que Loarnab e seu império alcançassem o suficiente de Senntisten para subjugar até os territórios de outros deuses. A inteligência e o poder de Loarnab cresceram com seu império, e ele continuou a devorar seus cidadãos da forma que quisesse, até mesmo ganhando a capacidade de convocar demônios de Infernus.

Com o tempo, o império de Loarnab invadiu Menaphos, forçando Icthlarin a trazer ajuda na forma dos Mahjarrat. Contudo, eles desertaram para Loarnab ao testemunhar seu poder. Embora suas vidas fossem luxuosas, alguns dos Mahjarrat ficaram entediados com suas vidas pacíficas e fáceis no império. Zamorak logo levou uma rebelião e matou o próprio Imperador das Trevas, ascendendo para a divindade. Os restos petrificados de Loarnab podem ser encontrados hoje no museu de Nova Varrock.

Curiosidades[editar | editar código-fonte]