Memórias do inquisidor (página 5)

De RuneScape Wiki
Ir para navegação Ir para pesquisar
Memórias do inquisidor (página 5) detalhe.png

Memórias do inquisidor (página 5) é uma página que pode ser obtida no Sítio de Escavação de Senntisten enquanto se resolve o mistério Arqueologia - Ícone Mistérios.pngSegredos da Inquisição. Obter esta página, juntamente com as outras memórias do inquisidor, é necessário para se concluir o mistério.

Obtenção[editar | editar código-fonte]

Solução do quebra-cabeças das gavetas.
  • Escave e restaure os quatro tipos elementais de urnas funerárias: fumaça, sombras, sangue e gelo.
  • Ative qualquer estátua em Senntisten (por exemplo, dentro da Catedral ou próxima ao portal do Coliseu). Isso consome as urnas.
  • Fale com Jimmy.
  • Vá ao Quartel do Inquisidor ao norte da Fronte dos Nodon (páginas 3 e 4 não são necessárias, apesar da página 4 fornecer os nomes). Suba as escadas.
  • Complete o quebra-cabeças ao abrir as gavetas B E M R T V W (como na imagem nesta página).

Transcrição[editar | editar código-fonte]

O seguinte texto é transcrito de Transcrição:Memórias do inquisidor (página 5).

Memórias de inquisidor 5

Perguntei a Cassius o que era essa Sombra, e ele me olhou com um meio sorriso que me arrepiou a espinha.

"Você não a escuta sussurrando?" ele disse. "As estátuas devem escutá-la. Elas devem. Pois é através delas que a Sombra fala."

Um disparate incoerente. Loucura. Uma pena, ele havia sido um bom homem e amigo. Não tive nenhum prazer em executá-lo.

Passei algum tempo no Reino das Sombras, andando pelos caminhos que as estátuas nos mostravam. Treinei meus ouvidos para qualquer sinal desse murmúrio absurdo, esta Sombra sobre a qual Cassius havia delirado mesmo em seus agonizantes momentos finais. Porém não havia nada. Um silêncio abençoado, com exceção do falatório entre as pessoas conforme eu caminhava entre elas invisível. Enquanto andava pela cidade, fiquei cada vez mais aliviado com aquele silêncio. Estava cada vez mais convencido de que os rumores eram apenas uma conversa insensata de uma mente perdida.

Então eu cheguei na ponte.

A vista é de se admirar. Hoje estou contemplando as hidrovias a sul, e vejo dois elementos da cidade de tirar o fôlego surgirem. A leste posso ver o magnífico cemitério. Um local mórbido, talvez, porém a arquitetura e o talento não podem ser negados. A oeste posso ver a grande catedral, a estrutura central do distrito, contemplando o resto da cidade. Eu amo este local. Costumava ser o meu lugar favorito. Porém naquele dia eu a ouvi, e ele nunca mais foi o mesmo desde então.

Sua voz ia pouco além de um sussurro, mas estava ali. Ela soava como a minha filha, que havia morrido por conta de uma doença há alguns anos atrás. Porém, de um jeito muito estranho, ela também soava como a minha esposa, minha mãe e minha avó, todas elas já falecidas. Elas sussurravam em uma voz compartilhada e eu não pude evitar escutá-las.

Elas me disseram para ficar alerta. Que Zaros havia partido, porém não tinha nos abandonado. Porém em sua ausência, as forças estavam se movendo para tomar o seu lugar. Para conquistar o poder e nos destruir a partir de dentro. Elas me lembraram que nós não éramos a única polícia secreta e que a cidade não precisa de duas organizações secretas.

Eu precisava descobrir o que os pretorianos estavam fazendo.

Histórico de Atualizações[editar | editar código-fonte]

O projeto do histórico de atualizações é um trabalho em andamento. Para mais informações clique aqui.
atualização 16 de agosto de 2021 (Atualização):
  • Adicionado ao jogo.

  • Predefinição:Sítio de Escavação de Senntisten